I (single)

by Luís Severo

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
04:08
2.
03:07

about

GR044 — Luís Severo — I



(pt)

Composto por Luís Severo.

Tocado, cantado e produzido por Luís Severo em Dezembro de 2015, no estúdio da Maternidade, em Lisboa.

Misturado e masterizado por Luís Severo, com a preciosa ajuda do Diogo Rodrigues e do Filipe Sambado.

Capa por João Sobral.



(en)

Written by Luís Severo.

Played, sung and produced by Luís Severo in December 2015, at Maternidade's studio, in Lisbon.

Mixed and mastered by Luís Severo with the precious help of Diogo Rodrigues and Filipe Sambado.

Artwork by João Sobral.

credits

released December 13, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Gentle Records Portugal

Gentle Records is based in Porto, Portugal, since 2012.

We take care of your eardrums by gently putting on some records of our own.

contact / help

Contact Gentle Records

Streaming and
Download help

Track Name: I I
se desta foi mesmo à faca
vou tar sempre de ressaca
ainda sonho contigo
acordo cedo, ganho o que não tapa

desde que espetaste a seta
deixei toda a etiqueta
e não se apaga à mão
o que passou para a caneta em dia não

não faz mal foi coisa certa
céu azul rabo de preta
queria tanto tar pra sempre na nossa festa

paga a conta como dá
se tiveres tonta volta cá
conta outra, a vida é longa
não tão boa não tão má

se a canção ficou mais fraca
canta pra não deixar marca
ser a seca também farta
a razão dá medo não manda a carta

do coração já sem chupeta
não sabe fazer dieta
pra fechar a mão
e não ficar na nossa peta até mais não

não faz mal foi coisa certa
céu azul rabo de preta
queria tanto tar pra sempre na nossa festa

paga a conta como dá
se tiveres tonta volta cá
conta outra, a vida é longa
não tão boa não tão má
Track Name: I II
não me tires a pinta
que eu já me vou embora
o panda chega bem à quinta
e tu é que só chegaste agora
eu já vou daqui aviado
isto já passa da minha hora
volta tu tá tudo perdoado
eu só sigo pela estrada fora

o que é que me falta agora?
continua a tocar o alarme
já passou e ainda demora
como é que deu pra tão tarde?
não, não sou eu o cobarde
amanhã levanto-me cedo
só que quanto isto mais arde
mais eu fico cheio de medo

se ficou algum segredo
arruma tu já não melhora
que isto já não vai pra cedo
e sou eu quem vai embora
o que é que me falta agora?