O Bardo (single)

by Filipe Sambado + Vaiapraia

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.

about

GR042 — Filipe Sambado + Vaiapraia — O Bardo



(pt)

"O Bardo" foi escrita, tocada e cantada por Filipe Sambado.
"Tudo Encarnado" foi escrita, tocada e cantada por Vaiapraia.

Gravado por Filipe Sambado no estúdio da Maternidade (Lisboa), em Novembro de 2015.

Masterizado por João Pratas.

Capa por Diana de Sá.



(en)

“O Bardo” was written, played and sung by Filipe Sambado.
“Tudo Encarnado” was written, played and sing by Vaiapraia.

Recorded by Filipe Sambado at Maternidade’s studio (Lisbon), in November 2015.

Mastered by João Pratas.

Artwork by Diana de Sá.

credits

released December 11, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Gentle Records Portugal

Gentle Records is based in Porto, Portugal, since 2012.

We take care of your eardrums by gently putting on some records of our own.

contact / help

Contact Gentle Records

Streaming and
Download help

Track Name: Filipe Sambado - O Bardo
Não há melão na serra
Há medronho pelo chão
Ser-se bio tá na berra
Se é maduro é da estação
Não há pescas em terra
E a maré já deu vasão
Mandaram-me ir pra guerra
E eu só sei fazer canção

O que eu faço é cantar
Calhou-me ser o bardo
E a pele de leopardo
Vai-me ficar a matar

Eu não vou comprar os calções ao salgado
Por mim ele pode andar por aí pelado
Track Name: Vaiapraia - Tudo Encarnado
tu, tu, tu
és doença, és vacina
tu, tu, tu
és menino, és menina
e és a sina
que eu cravo, que eu traço, que eu levo e que eu trago
saiba ou não o que eu faço, o fado tem o seu passo
da minha cara ao telhado,
pões tudo encarnado
a minha casa são braços, só braços
e és a sina
e onde é que estão as palavras?
e onde é que estão as palavras?
e onde é que estão as palavras?
e onde é que estão as palavras?
no teu corpo, penduradas
no teu corpo, penduradas
no teu corpo, penduradas
no teu corpo, penduradas